A arrecadação de impostos no Brasil

03 Jun 2015 / Leonardo Barichello

Esses dias vi um post no Facebook da Socialista Morena sobre uma notícia do ano passado que mostrava que as pessoas nas faixas de salário mais baixas arrecadavam mais imposto. O resumo dos dados está na tabela abaixo.

tabela

Acontece que a análise tem um furo (e vários comentaristas de Facebook descartaram as conclusões ao notarem isso), pois se baseia em montantes absoluto. O argumento seria mais ou menos o seguinte: é óbvio que a faixa mais baixa arrecada mais, ela é muito maior (em número de pessoas) do que as demais. De fato, o argumento está correto.

Porém, com um pouquinho de Matemática a gente deixa essa tabela mais completa.

Primeiro, adicionei uma coluna com um salário médio de cada faixa (considerei o valor intermediário com base no salário mínimo da época). Depois, adicionei o número total de pessoas em cada faixa (considerando uma pouplação total igual a 200 milhões). Em seguida, dividindo o total de impostos arrecadados por cada faixa pelo total de pessoas, criei a coluna "Média de impostos pagos por uma pessoa". O resultado é a tabela abaixo.

tabela 2
(desculpem pela troca de ponto por vírgula, culpa da notação inglesa)

Agora vem o passo importante. Como esses números foram calculados com base na arrecadação até o dia 12 de Agosto de 2014 (deste o começo do ano), calculei o salário médio de cada faixa multiplicando a segunda coluna por 7,3 (referente ao número de meses que tinha passado) e calculei qual a porcentagem desse salário foi pago em impostos. Eis os valores na tabela abaixo.

tabela 3
(a última linha está sem valor na última coluna porque não me parece coerente estimar o salário médio dela, por se trata de um valor ilimitado superiormente na primeira coluna da tabela)

Note que a porcentagem diminui a medida que a faixa salarial aumenta. Como interpretar isso? As pessoas que recebem salários menores pagam proposcionalmente mais impostos do que as que recebem salários maiores. A diferença percentual pode parecer pequena, mas essa inversão lhe parece razoável?

Brownie (small portion)

24 May 2015 / Leonardo Barichello

This recipe is based on this other recipe by Jamie Oliver. I needed a few trials to adjust to a smaller scale, so I can do it only for me and my girlfriend and we eat it all in the weekend.

I would say it serves 3 to 4 people.

50 unsalted butter
50 g Lindt sea salt dark chocolate (after lots of tests, this is the best option in my opinion)
15 g chopped nuts (optional)
25 g cocoa powder
35 g plain flour
1/4 teaspoon baking powder
100 g caster sugar
1 medium free-range egg

Preheat your oven to 180°C and line a small baking tin with greaseproof paper.

In a bowl over some simmering water, melt the butter and the chocolate and mix until smooth. Add the nuts, if you're using them, and stir together.

In a separate bowl, mix together the cocoa powder, flour, baking powder and sugar, then add this to the chocolate and nut mixture. Stir together well. Beat the egg and mix in until homogeneous (the mixture will look a little bit greasy).

Pour your brownie mix into the baking tray, and place in the oven for 20 minutes. This is the tricky part, because for me the quality of a brownie depends on the consistency: almost crunchy outside and a bit gooey inside. In my oven, after some trials, the perfect timing is: 20 minutes with fan.

Remove immediately from the oven when finished and allow it to cool in the tray before serving. I like to serve them at room temperature (so, prepare it about 1 hour before serving) with home-made chantilly and port wine.

Software for transcriptions: oTranscribe

16 May 2015 / Leonardo Barichello

If you are using interview, probably you are going to transcribe them. Since there is no software to do the actual transcription, it is important to find a good tool to help in the process. My suggestion is the web app oTranscribe.

screenshot of oTranscribe

It is open, free and offers the basic commands to help a regular person to transcribe audio: shortcuts for the basic commands, such as pause, rewind a few seconds and add timestamp. The software exports the transcription to friendly formats and access your audio file locally (avoiding ethical issues).

It is quite simple and quite effective!

PS: If you use and like, check if it is available on your native language. If not, contact the author (just look for his email in the first page) and help to project by translating it. It is just a few short sentences.



begin ... prev 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 next ... end

Search

Tags

english português música poesia coffee Ireland mathematics education café music movie opinion duas versões two versions research methodology recipe política matemática opinião nottingham visualization linux food educação programação receita comida viagem arte educação matemática beer libreoffice amsterdam pesquisa free software video vídeo mobile tourism